Cinemaquinarte e sua potência criadora no cotidiano coletivo!

DSC03258O bairro de João Paulo II, em mais um sábado de produções, reuniu as crianças da comunidade para o contagiante Cinemaquinarte. O encontro  começou com a brincadeira que teve como participantes, além das crianças e jovens, os estudantes da Universidade que visitaram as atividades desenvolvidas por este bloguinho.

O brincar envolve um jogo de forças corporais e cognitivas que se desdobram em afetos alegres. Esse foi justamente o acontecimento que propiciou o aumento de uma potência coletiva, tudo isso se efetivando na rua, espaço político por excelência.

DSC03277 DSC03259O processo lúdico consistiu na brincadeira Stop!, onde as crianças reúnem-se num círculo e uma delas fica no meio com a bola na mão. Ao jogar a bola para cima ela deve gritar o nome de outra criança e fugir  com todos para longe da escolhida.

Ao pegar a bola a criança grita Stop! e todos param. Ela deve, então, dar cinco passos e tentar atingir alguém. Quem errar o lançamento ou for atingido saem da brincadeira.

DSC03265Tivemos também o “tão pop quanto o papa da pesada” Cinemaquinarte que movimentou a produção notívaga do João Paulo II com a apresentação de três curtas, chegando no fim da linha com dois episódios de “A linha”.

O encontro do olhar com as imagens escolhidas pedagogicamente visa a produção de novas percepções e entendimentos. Assim o cinema aparece muito mais como encontro lúdico/existencial/socializante produtor de novas formas de ser criança do que um simples entretenimento.

DSC03279

                                       Last time in clerkenwell de Alex Budovsky

Love Ilana Yahava

                                                              Love  de Ilana Yahava

Ivan Maximov-Tunnellage

                                               Ivan Maximov-Tunnellage

Como não poderia deixar de acontecer, o mata-broca no final das atividades veio para fechar a noite com chave de ouro. A tradicional pipoca com suco estava lá como de costume, mas neste sábado a dona Sandra e outros moradores, engajados e conscientes dos trabalhos pedagógicos-transformadores com as crianças, contribuíram com deliciosos salgadinhos, brigadeiros e um esperto mingau de munguzá.

DSC03288DSC03308 DSC03306

 

 

 

DSC03292 DSC03304

Depois da broca morta, a noite terminou com a continuação de brincadeiras. Afinal, a alegria nunca termina!

Lembrando que o Cinemaquinarte acontece todos os sábados a partir das 19:00, na rua hortelã, no bairro João Paulo II.

DSC03311 DSC03309 DSC03267

Anúncios

Uma ideia sobre “Cinemaquinarte e sua potência criadora no cotidiano coletivo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s