Há 50 anos houve antes e depois de Deus e o Diabo na terra do Sol

Nesta semana a Comissão Estadual da Verdade do Rio de Janeiro divulgou documentos comprobatórios da Aeronáutica de que o cineasta Glauber Rocha, diretor do cinema Deus e o Diaba na terra do sol e  cineasta engajado brasileiro celebre mundialmente, estava marcado para morrer por sua atuação contra a ditadura militar.

Os documentos foram entregues à família de Glauber pela Comissão Estadual da Verdade e fará parte dos relatórios desta Comissão. Glauber Rocha sempre entendeu que cinema é política, não podendo ser colocado fora do plano racional. Por isto cinemas como Claro, Der Leone Have Sept Cabeças, A idade da Terra trazem a força revolucionária da tensão social.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s